Shokubutsu Zukan


Para aprender

Para amar
shokubutsu-zukan-jdorama

Quando a pureza do amor e da natureza se unem, a verdade dos sentimentos é muito mais intensa!

shokubutsu-zukan-movie

UM POUCO DA ESTÓRIA

Para Sayaka (Takahata Mitsuki), uma assalariada que sempre era feita de boba, Deus era muito injusto pois dividia as pessoas em “felizes” e “infelizes”. E ela fazia parte desse segundo grupo. Até que num dia, voltando do trabalho, encontra Itsuki (Iwata Takanori) em frente ao seu apartamento. Como uma obra divina (sim, por que… como um lindo rapaz aparece do nada em seu quintal? Milagre..rs) ele pede a Sayaka para acolhê-lo.

No dia seguinte, Sayaka acorda achando que tudo tratava-se de um simples sonho quando depara com Itsuki cozinhando o café-da-manhã. Sem pensar muito, a moça fica feliz com essa situação e diz para que o rapaz fique lá, dividindo o apartamento com ela. Como Itsuki não tinha para onde ir, aceita a proposta de morarem sob o mesmo teto, mas por 6 meses somente.

Mesmo depois de um tempo, a única coisa que Sayaka sabia de Itsuki era seu grande interesse e sabedoria por plantas e fotografia. E foi descobrindo o quanto Itsuki era carinhoso, atencioso, lindo por fora e por dentro (rs) e começa a se apaixonar por ele.

Mesmo sabendo que havia caído de pára-quedas na vida de Sayaka, que estava escondendo coisas dela e que teriam só meio ano de convivência, Itsuki não consegue mais mentir para seu coração: estava apaixonado por ela também. Começam, então, um sincero e aconchegante romance.

shokubutsu-zukan-movie

Mas… talvez Itsuki tenha sido nada mais que um anjo temporário na vida de Sayaka para mostrar à ela que a “felicidade” sempre esteve dentro dela. Bastava ampliar a visão e passar a olhar mais ao seu redor e se valorizar.

OPINIÃO E ADENDOS

Juro que ao assistir ao trailer, fiquei tentando descobrir o que seria o personagem “Itsuki”: um ser do mal, um extraterrestre, fruto de uma simples imaginação… um fantasma de um ex-namorado?!?! Como se tratava de um papel de Iwata Takanori, sem pensar duas vezes, não hesitei em ver. Mesmo “Itsuki” não sendo nenhuma aparição mirabolante e sobrenatural (sim, tratava-se de um rapaz mesmo. Um lindo, carinhoso e alegre rapaz) … gente, esse homem não existe!!! Ai ai … acho que preferiria que ele fosse um ET; assim não ficaria tão iludida e nem com o coração tão acelerado e cheio de emoção (rsrsrs).

Bom, nem preciso falar que o longa-metragem transborda cenas românticas. Situações cotidianas da vida de um casal… love love total! Adicionado a isso, o fato de ter muitas cenas em contato com a natureza, mostrando a importância de cada simples e ignorada planta e de como os personagens fazem dessas plantas algo tão especiais e essenciais em suas vidas… tornou o clima do romance muito mais verdadeiro e puro. Amei de paixão e até passei a observar as plantinhas ao meu redor com mais cuidado.

O personagem de Iwata faz uma citação bem legal: [Não existe erva chamada “erva daninha”. Toda planta tem seu nome]. E começa a dar exemplos como tsukushi (rabo-de-cavalo, cavalinha), warabi (broto de samambaia) , que são plantas silvetres com vastas utilidades, nem sempre conhecidas pelas pessoas. Quando ele começa a usar as plantas silvestres para cozinhar, lembrei de quando minha mãe cozinhava caruru pra turma de casa. Não lembro de ter visto à venda em alguma feira; era uma planta que dava no quintal de casa e que colhíamos e logo era nossa refeição. Uma simples planta silvestre que remete a preciosas lembranças. Talvez seja uma das mensagens do filme: por mais que não seja tão conhecida e não seja a estrela principal, mesmo sendo uma simples planta daninha, sempre terá sua devida importância. Sempre terá alguém para valorizar sua verdadeira essência, exatamente como és.

ELENCO

  • Iwata Takanori como Kusakabe Itsuki
  • Takahata Mitsuki como Kono Sayaka
  • Abe Joji como Takezawa Yohei, colega de trabalho de Sayaka
  • Imai Hana como Nagami Yurie , colega de trabalho de Itsuki
  • Yazawa Erika como Tamai Chiaki, colega de trabalho de Sayaka
  • Miyazaki Yoshiko como Kono Noriko, mãe de Sayaka
  • Owada Shinya como Tome Ryumei, mestre em Ikebana

MAIS INFORMAÇÕES

  • Principais temas abordados: romance, plantas daninhas
  • Baseado no romance escrito por Arikawa Hiro, publicado em 2009 com o mesmo título.
  • Estréia: 4 de junho de 2016
  • Duração: 112 minutos
  • Disponível: KissAsian (legenda em inglês) e Mahal Dramas fansub (legenda em português).
  • Mais: vídeo dos bastidores e galeria de fotos.
  • Música-tema: a linda canção “Yasashisa ni afureru youni”, de Flower. Ouça abaixo, com algumas cenas do filme:

  • Trailer:

– Entenda o título: 植物図鑑 = Shokubutsu Zukan = Livro Ilustrado de Plantas

  • 植物: shokubutsu = planta, vegetal
  • 図鑑: zukan = livro ilustrado de referência, livro de fotos

-Significado de algumas palavras que aparecem:

  • 雑草= zassou = erva daninha
  • 引き金 = hikigane = gatilho