Maou

maou-jdorama-policial-serie-japonesa

Esse dorama te indico para observar a vingança arquitetada por um dos protagonistas, incapaz de seguir em frente, diante do passado cruel. Quem será a próxima vítima?

 

“MAOU” (TBS, 11 episódios, 2008) é um dorama famoso e queridinho, principalmente entre as fãs de Arashi, que estava faltando por aqui. Particularmente, acho seu tema bem peculiar no universo doramático, por agregar suspense, mistério, amizade e valores familiares de uma forma única, em torno de um só objetivo: vingança.

Essa, aliás, é a palavra que move todo o enredo. A história se passa onze anos depois de uma tragédia escolar em um dia chuvoso, na qual Naruse Ryo (Ohno Satoshi) perdeu seu irmão, vítima do inconsequente grupo liderado por Serizawa Naoto (Ikuta Toma). Agora, na pele do reconhecido “advogado anjo”, por ajudar as pessoas mais desamparadas, Ryo inicia sua vingança a cada pessoa envolvida no caso em questão. Naoto, por sua vez, tornou-se um detetive, como forma de redenção pelo seu erro do passado.

 

Assim, para cada personagem a ser assassinado, Ryo, sob o nome de Amano Makoto (lido como “A verdade na chuva”), enviava um envelope vermelho contendo uma carta de tarô para Naoto, e outro, com a mesma carta, para a vítima. Ao perceber a relação entre os casos de assassinato com o incidente do passado, Naoto tenta desesperadamente (e em vão) impedir que mais mortes ocorram, numa disputa entre gato e rato (ou entre gato e gato, no caso, hehe). Para isso, conta com a ajuda de sua equipe de investigação, e de Sakita Shiori (Kobayashi Ryoko), a qual possui a habilidade de ler a memória dos objetos.

 

Naruse Ryo é um personagem muito inteligente e interessante. Após ter perdido seu irmão, sua mãe também faleceu, devido à triste situação na qual se encontrava. Em todos esses anos, ele se manteve estritamente focado em sua vingança, observando de perto todos os seus alvos e traçando seu plano. Sua estratégia era manipular as pessoas ao seu redor, e que tinham desafetos em relação às suas vítimas. Ainda, conta também com a ajuda do nerd Yamano Keita (Shimizu Yutaka), antigo amigo de escola de seu irmão.

Por outro lado, não tem como sentir raiva de Serizawa Naoto. Ele se empenha em sua profissão de detetive, e assiste às mortes de pessoas próximas, sem poder evitá-las. Ainda mantém contato com seus quatro amigos de escola, e sua família é dona de uma rede de hotéis. Seu pai, um empresário rico, abafou o incidente de onze anos atrás e inocentou Naoto na ocasião.

Maou é um remake do seriado coreano “The Devil”. O mais interessante do enredo é esse embate entre os protagonistas, no qual certamente você irá se perguntar “quem está certo?”, e a resposta não virá facilmente. Outro ponto a ser destacado é o limite, ou seja, até que ponto é válido levar adiante a vingança, manipulando sem escrúpulos as pessoas com as quais é criado vínculo.

Destaque também para a atriz Yuka, como Naruse Makiko, a irmã mais velha de Ryo, cega e frágil, que vive sob cuidados médicos em um hospital. Ainda que seja somente uma participação, minha opinião é que esse personagem acrescentou muito na história, e permitiu que se mostrasse um pouco mais das diversas facetas do advogado protagonista.

Não podemos esquecer da música tema “Truth”, cantada pelo grupo Arashi, do qual o ator Ohno Satoshi é o líder. Já conhecia a música antes, e, após assistir o dorama, ela teve outro sentido pra mim. Desde a batida e, principalmente, a letra, o conjunto a torna perfeita para ilustrar o clima de tensão que paira nos onze episódios. Não consigo mais escutá-la sem lembrar de Ryo e Naoto, cujas vidas estiveram entrelaçadas até o fim.

Já assisti a esse dorama duas vezes, e, uma vez que você sabe qual a estratégia que será utilizada por Naruse em cada ocasião, é interessante assistir novamente para reparar em cada movimento com mais atenção.

 

Para finalizar com chave de ouro, é preciso comentar que o ator Ikuta Toma está muito bonito neste dorama! Bem..  segue agora um comentário particular de minha filha, fã ardorosa de Ohno Satoshi: “Infelizmente, não há beleza que supere a do Ohno Satoshi (hahaha), interpretando seu primeiro protagonista, com aquele cabelo preto e cheinho, e de terno em todos os capítulos”. Assista e confira a disputa entre os dois galãs, tanto no enredo como na beleza!!

 

  • http://Website Sayuri

    Maou foi (e ainda é) o primeiro dorama em que vi o Ohno atuando e olha…fiquei muuito impressionada com a atuação dele!!!! Até cheguei a torcer por ele, vê se pode!!! Kkkkk
    Gostei muito do enredo, a trilha sonora muito boa e o Ikuta Toma tb estava ótimo.
    Recomendo, vale a pena assistir!!

  • http://essedoramateindico.com.br/?page_id=16/#miyuki Miyuki

    Ohno Satoshi surpreendeu a mim também, quem o vê nos programas junto ao grupo Arashi nunca imaginaria ele no papel de um “vilão” (também torci por ele, em alguns momentos…!).
    Recomendo a você Kaibutsu-kun, onde o nosso Riida atua de forma magnífica também, mostrando todo o seu talento num personagem bem diferente do Naruse.
    Beijo!