Ichi ritoru no namida

iti-ritoru-no-namida-j-dorama

Esse dorama te indico…para aprender, mergulhado em um litro de lágrimas, que cada movimento que nos é possível é um ato extremamente valioso!

Uma jovem cheia de futuro e planos com uma doença degenerativa. Pais que fazem de tudo para salvar a vida da filha. Um moço que ama a jovem. É um roteiro que tinha tudo para passar despercebido como mais um dorama triste. Mas não para “ICHI RITORU NO NAMIDA” (2005, 11 episódios, Fuji TV), que foi um sucesso!! Para muitos, nikkeyjin ou não, falou-se em novela japonesa, logo “Um litro de lágrimas” é citada!

Aya (Sawajiri Erika) é uma adolescente de 15 anos, filha mais velha da família Ikeuchi. O pai de Aya (Takanori Jinnai) tem nos fundos de sua casa uma pequena e simples fábrica de toufu, com a qual cria os quatro filhos. A mãe, Shioka (Yakushimaru Hiroko) dedica sua vida à família e ao seu serviço de higienista. Uma família que apesar dos problemas e da correria do dia-a-dia, vivia sorrindo, cada um com seus planos de vida.

No entanto, Shioka começa a perceber algumas alterações na coordenação motora de Aya: ela cai com muita frequência, não consegue usar mais o hashi com a mesma precisão… detalhes que somente uma mãe seria capaz de perceber. Assim, a mãe resolve levá-la ao médico Mizuno (Fujiki Naohito), onde descobre um fato que mudará para sempre a vida de Aya e sua família.

 A jovem tem uma doença degenerativa espinocerebelar que, com o passar do tempo, faz com que atos simples como comer, andar, falar não sejam mais possíveis. Foi um choque. Foi uma luta de aceitação e superação. Um fato que mudou a rotina e a visão de cada membro da família Ikeuchi. Apesar da triste notícia, Aya tentou ser forte e aceitar a doença da melhor forma, mas somente ela conseguia entender a dor que era saber que seus dias, que deveriam ser alegres e esperançosos, teriam um final antecipado. Além da incondicional e ilimitada força da família, Aya tinha do seu amigo de classe, Asou Haruto (Nishikido Ryo) , o carinhoso e fiel apoio.

A estória do dorama torna-se mais triste por ser uma trama baseada na história real de uma jovem chamada  Aya Kito, que teve seu diário publicado como um livro intitulado “Ichi ritoru no namida”. No diário, a real Aya conta sua trajetória, convivendo com a doença em questão. Palavras de uma adolescente que viu-se obrigada a amadurecer para tentar superar seu imenso sofrimento.

A música-tema é “Only Human”, do cantor K. Essa canção realmente toca a alma… tanto sua letra como sua melodia. Veja o PV aqui. Com a mesma música, assista a um vídeo com algumas cenas do dorama. A trilha sonora conta também com Remioromen, emocionando com “Konayuki” e “Sangatsu Kokonoka”. Veja um trecho do dorama, em que Asou-kun canta Sangatsu Kokonoka para Aya. E assista a um vídeo em que Gackt e Nishikawa Takanori cantam Konayuki.

O dorama é MUITO triste…extremamente. São muitas e muitas lágrimas que escorrem. No entanto, “Ichi ritoru no namida” DEVE ser assistido, pois é uma lição de vida. Mostra o valor de cada caminhar, cada palavra, cada ato, que por serem tão simples e óbvios, não são valorizados por nós. Muitas e muitas vezes reclamamos da vida, sem saber dar importância à nossa saúde e das pessoas que amamos. O dorama mostra ainda o quão é sagrado ter uma família e amigos, que talvez não sejam capazes de curar alguma dor ou situação, mas que são capazes de amenizar e tranquilizar nossos corações. É, com certeza, uma estória para chorar e aprender muito!

E lembrem-se sempre de agradecer…às pessoas e à sua vida.

  • Lui

    Qdo me indicaram esse dorama, resisti um pouco antes de assistir, porque sabia que era muito triste…..Realmente é extremamente triste, e a gente se envolve demais, é uma lição de vida. Assistindo aos doramas assim, refletimos melhor sobre nossas vidas, que muitas vezes reclamamos por coisas tão pequenas.
    Aya nunca desiste de lutar, até o fim. A música Only Human toca a alma, como diz Sayuri.

    • http://essedoramateindico.wordpress.com essedoramateindico

      Oie, Lui….pois é… para assistir um dorama como “Ichi ritoru no Namida” precisamos estar preparadas mentalmente, pois além de triste é muito envolvente, como você disse. Mas vale muito a pena assistir, né?!…. Se o objetivo de um dorama é nos fazer refletir, esse dorama consegue….

      Bjão!

  • Rose

    Este foi o drama que me trouxe de volta ao mundo das novelas japonesas …. chorei, chorei, chorei …. tinha até uma disputa interna pra ver qual irmã chorava mais … ranking bem disputado na minha família!!!!! Mas amei … depois dele, querer assistir o ‘Taiyou no Uta’ foi um pulo … e um foi puxando o outro … quando vi, estava totalmente viciada!!!!!
    Parabéns pela “resenha” … falou tudo!!!!

    Beijinhos ….
    Rose

    • http://essedoramateindico.wordpress.com essedoramateindico

      Oie, Rose!! Noossaa….na minha família também o ranking é muito disputado!! Assistimos o dorama e olhamos uma para a cara da outra, para ver se está chorando pouco, muito ou demais!! rsrs…
      “Taiyou no Uta” é muito triste também!… você assistiu o filme ou o dorama??

      Obrigada por estar sempre conosco!

      Bjoss

      • http://www.facebook.com/profile.php?id=100000982311381 Rose Hashinaga D’Arce

        Oi, eu assisti o dorama, com a Erika Sawajiri …. nem sabia que tinha filme também!!!!
        Como disse, este dorama puxou outro, que puxou outro … comecei a ficar fissurada em alguns artistas (confesso que amei o personagem do Ryo Nishikido e assiti a todos os outros doramas dele) … e, agora estou totalmente viciada …. fico esperando a próxima temporada, procurando o próximo capítulo … ahahah, minhas irmãs falam que eu estou parecendo a minha mãe quando ela assistia as novelas da NHK … nem podia ligar pra ela na hora da novela!!!! 🙂

        bjs
        Rose

        • http://essedoramateindico.wordpress.com essedoramateindico

          O filme também é lindo! É com a cantora YUI e com Tsukamoto Takashi!

          Gosto de vê-las cantando em Taiyou no Uta, tanto a YUI como a Sawajiri… as canções são lindas!…. Falar com uma dorama maníaca enquanto está assistindo algo…é perigoso! rsrs…

          Mas é um vício totalmente saudável! Ficamos felizes… assim teremos você, também, para dar uma opinião quanto aos doramas que escrevemos! 🙂

  • Natali Gomes

    Este foi o primeiro que assisti e a partir daí comecei a gostar de Doramas…Fiz uma cópia dos DVDs e emprestei para todos
    do serviço fazendo eles chorarem também não só 1 mas em média uns 2 litros de lágrimas…
    É muito triste e nos faz analisar a fundo nossa vida e dar valor ao que temos!!!
    Também baixei as músicas e ficava “tentando” cantar…rsrs

    • http://essedoramateindico.wordpress.com essedoramateindico

      Oi, Natali!!… as músicas desse dorama são muito bons mesmo!!… Tem alguns sites que disponibilizam letras traduzidas… acho que fica mais fácil! 🙂 …

      Continue assistindo doramas! E esperamos você por aqui, sempre…!

      Bjão!