Hyakuman yen no onnatachi (Million yen women)

hyakuman-yen-no-onnatachi

O mais recente jdorama original da Netflix traz, num suspense, um submundo cruel e psicótico. Mas que entretém.

Million_Yen_Women-p1

UM POUCO DA ESTÓRIA

Michima Shin (Noda Yojiro) é um romancista que não consegue deslanchar nenhum sucesso. Ficou ainda mais sem esperanças depois que seu pai entrou para o corredor da morte por assassinar três pessoas (entre elas, sua mãe).  Shin se isolou completamente da sociedade que só sabia julgá-lo e culpá-lo por um crime que não foi cometido por ele. Até que, uma a uma, 5 mulheres bateram em sua porta. As cinco se instalaram na casa dele, dizendo que receberam um convite para morarem lá, sob condição de pagar uma quantia de 10 mil doláres (hyakuman yen) por mês.

hyakuman-yen-no-onnatachi-netlflix-jdorama

Aos poucos, Shin começa a conhecer um pouco mais sobre cada uma (nós ficamos sabendo de onde vem tanto dinheiro para pagar o aluguel!) e a criar vínculos com as, antes, desconhecidas. Isso muda completamente sua vida, possibilitando a ele sentir emoções nunca antes sentidas e a inspirá-lo na produção de novos romances.

O mistério “quem enviou tais convites” às moças começa a ser desvendado, gerando estranhos assassinatos. Todos passam a ser suspeitos e o(a) culpado(a) estava mais perto do que Shin imaginava. E as mulheres o protegeriam mesmo que, para isso, perdessem a própria vida.

million-yen-women-jdorama-netflix

OPINIÃO E ADENDOS

Dessa vez, a trama japonesa não traz nem um pouco de colegiais apaixonados,  coisinhas kawaii,  costumes e cultura do Japão. Assassinatos,  prostituição, pedofilia, adultério, psicopatia, interesse,  ganância…  HYAKUMAN YEN NO ONNATACHI (100万円の女たち ) vem com todo esse lado feio e desumano das pessoas. E ficamos entretidos na tentativa de identificar quem são as verdadeiras vítimas e quem é o(a) culpado(a).

A cada episódio, a vida das indecifráveis mulheres vai sendo contada dando um maior nexo à estória. E a graça está aí: juntos com Shin, conhecemos o restante das personagens. Por isso, não descreverei cada uma delas.

Noda Yojiro (vocalista do Radwips) foi bem convincente ao trazer um personagem apático e depressivo, mas carinhoso. Não houve uma empatia inicial com o protagonista. Porém, conforme a trama foi evoluindo, estranhamente começamos a sentir uma certa afinidade com Shin e a torcer para que mais nada de ruim aconteça ao pobre coitado. Gostei do final (final para o personagem principal).

Vale a pena assistir, com certeza. Trazer uma gama diferenciada de gêneros de doramas é um ótimo caminho da Netflix para conquistar mais e mais fãs. E nós, agradecemos.

ELENCO

  • Noda Yojiro  como Michima Shin
  • Fukushima Rila como Shirakawa Minami
  • Matsui Rena como Tsukamoto Hitomi
  • Wagatsuma Miwako como Kobayashi Yuki
  • Takeda Rena como Suzumura Midori
  • Araki Yuko como Seki Nanaka
  • Yamanaka Takeshi como Sakurai Seiji, editor responsável pelos romances escritos por Shin
  • Nakamura Tomoya como Hanaki Yuzu, jovem romancista popular e famoso
  • Ikeda Tetsuhiro como Moriguchi Ryuichi, colunista e crítico de revista
  • Endo Yuya como Sunako, braço direito de Minami
  • Yoshimura Kaito como Kanda Takeshi, “irmão” de Midori

MAIS INFORMAÇÕES

  • Principais temas abordados: suspense, mistério, assassinato.
  • Baseado no mangá escrito por Aono Shunju, publicado em 2015, com mesmo título.
  • Estreia: 13 de abril de 2017 (TV Tokyo) e 15 de agosto de 2017( Netflix)
  • Episódios: 12 (aprox. 25min cada)
  • Disponível: Netflix (legenda em português)
  • Música-tema: Tadayou kanjyou, Kotoringo 
  • Trailer:

O que vocês acharam do jdorama? Conte-nos!