Darling wa Gaikokujin

darling-wa-gaikokujin-j-filme

Esse filme te indico para acompanhar a estória de amor entre a japonesa Saori e o americano Tony… será que as diferenças culturais de cada um podem influir na convivência do casal?

DARLING WA GAIKOKUJIN (2010), ou My Darling is a Foreigner, é uma adaptação do famoso mangá escrito por Oguri Saori, que conta a própria experiência com o seu marido Tony.

Oguri Saori (Inoue Mao) é uma jovem ilustradora que pretende ser escritora de mangás.  Ela conhece Tony Laszlo (Jonathan Sherr), professor de inglês e bom conhecedor da língua japonesa. Iniciam um relacionamento e decidem morar juntos.

Como qualquer casal no começo do convívio a dois, Saori e Tony entendem que precisam se adaptar à nova vida, juntos. Porém Saori fica abalada ao saber que seu pai é contra seu relacionamento, pelo fato de Tony ser estrangeiro, e achar que ela deveria priorizar sua carreira, motivo que a fez sair de casa.

 A partir disso, Saori decide se dedicar mais ao seu trabalho, e ao mesmo tempo acaba  deixando sua relação amorosa em segundo plano. Tony então resolve ir sozinho para a casa de sua família, nos Estados Unidos, para que os dois possam refletir e decidir melhor seus destinos. Será que as dificuldades do casal foram motivadas pelo fato de não terem a mesma nacionalidade, mesma cultura?

 O filme apresenta algumas animações, além de inserções com depoimentos reais de casais interculturais (japonesa + estrangeiro),  muito divertidas e simpáticas.

Inoue Mao atua de forma perfeita, fazendo-me chorar nas cenas alegres e tristes… muito talentosa!

Assista a um trailer do filme aqui. Quer saber se o filme tem um final feliz? Assista ao filme e confira!

Independente da nacionalidade, o importante é estar ao lado de quem respeita você e seus costumes, e de quem realmente ama…! Feliz Dia dos Namorados!!!

  • Lui

    Esse filme é muito fofo, a gente ri, se emociona, chora….
    Nos dá lição de que qdo existe amor entre um casal, mesmo de origens diferentes, tudo vale a pena.

    • http://essedoramateindico.wordpress.com essedoramateindico

      Oi Lui! Concordo com você, esse filme é muito fofo!
      Uma parte que gostei muito foi a conversa entre Saori e sua mãe, sobre o relacionamento dela com o marido, as dificuldades iniciais… tão real, tão verdadeiro… é isso que adoro nos doramas, essa proximidade com a nossa realidade!
      Beijo, contamos sempre com seus comentários!

  • http://www.facebook.com/tamara.moreira.94 Tamara Moreira

    Vou assisti esse! Já deveria tê-lo visto a muito tempo! Não sabia que era com a Mao!!

    • http://essedoramateindico.wordpress.com essedoramateindico

      A Inoue Mao está perfeita nesse filme, ela é uma das minhas atrizes preferidas! Assim que assistir, não se esqueça de deixar sua opinião aqui!
      Beijo!

    • Fernanda

      Aproveite esse friozinho, e prepare a pipoquinha! Esse filme é perfeito para uma tarde à toa e chuvosa!

      • http://essedoramateindico.wordpress.com essedoramateindico

        Sim… o filme tem um enfoque leve e romântico, perfeito para hoje, Dia dos Namorados, nesse tempinho frio…
        Beijo!

  • http://www.facebook.com/profile.php?id=100000982311381 Rose Hashinaga D’Arce

    Miyuki, assisti este filme depois da sua indicação … 🙂
    Já tinha pensado em assistir, mas acabei despriorizando … não sei direito porque.
    Mas depois de sua indicação, decidi assistir … e AMEI!
    Chorei, lóooooogico … lembrei muito da minha história também … meu marido não é descendente de japonês (o famoso gaijin …) e o começo foi bem complicado. Hoje em dia, acho que ele já é mais japonês do que eu … e eu perdi a minha mãe há 2 anos … com a certeza de que ela aceitou ele, por cuidar da filha dela também …. foi emocionante!!!!

    bjs
    Rose

    • http://essedoramateindico.wordpress.com essedoramateindico

      Oi Rose!
      Puxa, você não sabe como estou feliz em saber que nossa indicação foi proveitosa para você! Acho que os doramas, para nós, descendentes de japoneses, trazem uma emoção especial, pois sempre retratam algum momento de nossas vidas de uma forma real e confortante, faz a gente se identificar com a estória e personagem, e não mais se sentir diferente e sozinha…
      Seu comentário me emocionou! Muito obrigada por compartilhar sua história conosco!

      Um grande beijo, Miyuki